Andrey do Amaral: agente literário, autor, professor de literatura

Minha foto
Brasília, Distrito Federal, Brazil
Andrey do Amaral (1976), professor de literatura, licenciado em Letras com pós-graduação em Língua Portuguesa, Gestão Cultural, Educação a Distância, Acessibilidade Cultural e um MBA em Marketing. Com seu trabalho, recebeu — entre outros — prêmios da Fundação Biblioteca Nacional (2002), Ministério da Cultura (2008), Fundação Casa de Rui Barbosa (2010), Letras Nordestinas (2011). Além destes, a Vara de Infância e Juventude do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT) concedeu-lhe um prêmio por suas iniciativas de projetos socioculturais (2014). Seus livros autorais foram publicados pela editora Ciência Moderna. Dedica-se à pesquisa da vida/obra do poeta paraibano Augusto dos Anjos. Presta consultoria sobre projetos sociais e editoriais, desenvolvendo produtos nessas áreas. Trabalhou nas Diretorias de Direitos Intelectuais e de Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas, ambas do MinC. É parecerista de projetos culturais do Ministério da Cultura, das Secretarias de Cultura do Distrito Federal e do Estado do Mato Grosso do Sul e dos municípios de Uruaçu-GO, Campo Grande-MS e Lages-SC. É também agente literário de grandes autores nacionais.

O que fazemos?

Venda de livros. Agenciamento literário sustentável, pensando em acessibilidade e no fomento cultural. Consultoria e representação. Promoções, matérias, reportagens, indicações, nossos autores agenciados, licitações, prêmios literários, orientação, dicas sobre publicação e muito mais.

Clique no banner e compre na Livraria Cultura

terça-feira, 29 de julho de 2014

Homologação de parecerista de Campo Grande-MS

Foi publicado hoje, 29/07, terça-feira, no Diário Oficial de Campo Grande-MS, edição 4.071, pág. 06, a homologação da candidatura do agente literário Andrey do Amaral como parecerista de análise técnica e jurídica (leis de cultura) de projetos culturais para o Fundo Municipal de Investimentos Culturais - FMIC e Programa Municipal de Fomento ao Teatro - FOMTEATRO nas áreas de 1) Literatura, 2) Gestão e Pesquisa e 3) Patrimônio

Agradeço sempre o apoio dos meus editores e de escritores agenciados por estarem verdadeiramente na torcida e em conjunto nas empreitadas culturais.

Fonte: Diário Oficial de Campo Grande-MS, de  29/07/2014.

Leia também a matéria publicada no site da Fundação Municipal de Cultura, clicando no título da matéria a seguir: Fundac divulga lista de pareceristas homologados para avaliar projetos do FMIC e Fomteatro.


Andrey do Amaral
Agenciamento literário e representação

quinta-feira, 24 de julho de 2014

Mostra de Literatura

Aconteceu no dia 24/07 pelo projeto Mostra de Literatura, o Encontro com Alunos do CEF 01, da Vila Planalto, aberto também à comunidade local. O evento foi marcado pela presença dos escritores Rafael Alvarenga, autor de Meu Primeiro Dia de Aula, Alex Bonifácio, autor de Pense Grande, Custódia Wolney, autora de Kalunga e outros, e André Giusti, autor de Histórias de Pai, Memórias de Filho.


As palestras aconteceram no auditório da escola com interação dos alunos, dos professores e da comunidade. Todos os autores participantes doaram seus títulos para a biblioteca do colégio. O que mais impressionou os participantes foi a disciplina e o comportamento da plateia. Mas também, quem é que não se apaixona pela ministração de Alex, Ándré e Custódia?


Rafael Alvarenga foi a exceção. Diferentemente dos outros três escritores, ele preferiu uma contação de história sobre o seu livro em cada sala de aula dos pequenininhos. Meu Primeiro Dia de Aula foi um sucesso em todas as turminhas das séries iniciais.


As crianças pediram que o escritor voltasse logo à escola. As professoras também quiseram a participação do ilustrador, sugerindo uma oficina de desenho.

Tanto crianças quanto adolescentes, professores, auxiliares de educação, comunidade e equipe técnica do projeto se encantaram com a sensibilidade e o envolvimento dos escritores com o público leitor. Isso é prova de que nosso projeto está dando resultado. Somente na prévia da Mostra de Literatrua, obtivemos a presença de mais de 560 pessoas.

Essa ação cultural conta com o patrocínio da Secretaria de Cultura, do Governo do Distrito Federal, por meio do Fundo de Apoio à Cultura (FAC).

Para saber mais, visite o site do projeto: www.mostradeliteratura.com.br e nos acompanhe em nossas redes sociais.

Andrey do Amaral
Agenciamento literário e representação

quarta-feira, 23 de julho de 2014

Meu primeiro dia de aula



Livro infantil encoraja crianças para o primeiro dia de aula
Obra serve de incentivo para os pequenos que ingressam na escola


O primeiro dia de aula é um momento especial na vida de qualquer um. Quem, mesmo adulto, não se lembra dos primeiros momentos de aprendizado e vida social? E o nome da primeira professora? Para esclarecer as surpresas e oferecer um conforto às crianças nesse período de descoberta, Rafael Alvarenga escreveu o livro Meu primeiro dia de aula, cuja personagem, Paula, acaba de passar pela transição casa-escola.

Esse marco na vida é tão, mas tão importante que é difícil segurar a ansiedade, com o coração batendo forte. Alguns garotos e garotas ficam tão ansiosos que não param de falar; outros querem sair correndo; enquanto tem aqueles que ficam tímidos, assustados e até com vontade de chorar.

As reações individuais são citadas no livro por meio de outros pequenos, mas a protagonista logo se sente confortável, após alguns minutos de convivência, e se enturma. Afinal, descobre que lá ela pode fazer diversas coisas legais que já gostava, como brincar e pintar, mas agora em companhia de amiguinhos de sua idade.

Ideal para crianças que ingressam na pré-escola e no ensino fundamental ou que mudaram do colégio com o qual estavam habituados. Na história a menina vivencia o primeiro contato sólido e prologando com a sociedade, fora a convivência dos pais, com a qual estava habituada e acaba por descobrir que o ambiente escolar é, sim, legal.
              

As ilustrações, feitas por Rafael Hildebrand, complementam a história e dão toda a cor e vida à personagem e os ambientes pelo qual ela passa.  Assim como o autor, que escolheu a palavra para tal, ele dedica ao universo infantil e busca uma forma constante de se comunicar com eles.
***



Sobre o autor: Rafael Alvarenga é graduado e mestre em Psicologia pela Universidade de Brasília. É empresário e voluntário nas áreas educacionais e de saúde infantil. Acredita que é possível mudar o mundo cuidando de crianças. Por isso escreve para elas. Nascido e criado em Brasília, participa ativamente de projetos culturais, principalmente atividades literárias, promovendo e valorizando o livro e a leitura. Escolheu a palavra para se comunicar com as crianças.
.

Sobre o ilustrador: Rafael Hildebrand, desenhista brasiliense conhecido como Anjinho, dedica-se à ilustração infantil e à arte digital. Formado em Comunicação Social e pós-graduado em Design Gráfico, buscou na arte e no desenho uma forma de escapar e se desapegar do mundo adulto para se refugiar no universo da ilustração. Trabalhou também com publicações e vídeos animados para instituições como MEC e UNESCO. Atualmente, está focado no mercado cultural da arte e ilustração.

Mais informações:
(11) 2275-6787/ (11) 9-5798-0005
Lilian Comunica – Assessoria de Imprensa
Curta a fan page da LC e acompanhe as novidades!
www.liliancomunica.com.br/@liliancomunica  
Agente literário: Andrey do Amaral - www.andreydoamaral.com



Ficha técnica

MEU PRIMEIRO DIA DE AULA


Tamanho
20,5X20,5 cm

Páginas
20

ISBN
978-85-65746-36-6

Miolo
4X4 CORES

Capa
4X0 CORES

Papel do miolo
Offset 120

Papel da capa
cartão 250

Acabamento do miolo
GRAMPO

Acabamento da capa
Laminação Fosca

Orelha
NÃO TEM



Andrey do Amaral
Agenciamento literário e representação


quarta-feira, 16 de julho de 2014

Pérolas de Antonio Leitão

Coordenamos a publicação do livro Pérolas de Leitão, escrito pelo professor e assessor político Antonio Leitão e publicado pela Editora Logos 3. O título sai nos formatos impresso e digital, já comercializado nas livrarias da Travessa, Buqui, Jet Books, Moby Dick entre outras.

Versão impressa: R$ 14,90. E-book: R$ 6,90

Esta obra é um importante instrumento de crítica social e luta pela acessibilidade dos portadores de deficiência visual. Antonio é cego de nascença e se autointitula "um cego de visão", opinião da qual partilhamos. A orelha é do Senador Cristovam Buarque e a apresentação é do dr. Osmar Alves de Melo, sócio acadêmico do Instituto Histórico e Geográfico do Distrito Federal e da Associação Nacional de Escritores. Acessibilidade é cidadania 

Compre nas livrarias, clicando sobre o nome delas: Buqui, Livraria da Travessa, Jet Books, Moby Dick.  

Andrey do Amaral
Agenciamento literário e representação


PUBLICIDADE: Compre no Submarino clicando aqui