Andrey do Amaral: agente literário, autor, professor de literatura

Minha foto
Brasília, Distrito Federal, Brazil
Andrey do Amaral (1976), professor de literatura, licenciado em Letras com pós-graduação em Língua Portuguesa, Gestão Cultural, Educação a Distância, Acessibilidade Cultural e um MBA em Marketing. Com seu trabalho, recebeu — entre outros — prêmios da Fundação Biblioteca Nacional (2002), Ministério da Cultura (2008), Fundação Casa de Rui Barbosa (2010), Letras Nordestinas (2011). Além destes, a Vara de Infância e Juventude do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT) concedeu-lhe um prêmio por suas iniciativas de projetos socioculturais (2014). Seus livros autorais foram publicados pela editora Ciência Moderna. Dedica-se à pesquisa da vida/obra do poeta paraibano Augusto dos Anjos. Presta consultoria sobre projetos sociais e editoriais, desenvolvendo produtos nessas áreas. Trabalhou nas Diretorias de Direitos Intelectuais e de Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas, ambas do MinC. É parecerista de projetos culturais do Ministério da Cultura, das Secretarias de Cultura do Distrito Federal e do Estado do Mato Grosso do Sul e dos municípios de Uruaçu-GO, Campo Grande-MS e Lages-SC. É também agente literário de grandes autores nacionais.

O que fazemos?

Venda de livros. Agenciamento literário sustentável, pensando em acessibilidade e no fomento cultural. Consultoria e representação. Promoções, matérias, reportagens, indicações, nossos autores agenciados, licitações, prêmios literários, orientação, dicas sobre publicação e muito mais.

Clique no banner e compre na Livraria Cultura

domingo, 31 de agosto de 2014

Marco Haurélio na Mostra de Literatura

O escritor Marco Haurélio, convidado especial da Mostra de Literatura, marcou presença em terras brasilienses. O trocadilho é proposital, pois ele é uma marca fundamental que eu quis imprimir para dar prestígio ao nosso projeto por meio de recontos de lendas do folclore e das tradições populares. Autor de mais de 30 livros, entre os quais destacamos Urubu-Rei e outros contos do Brasil, Marco Haurélio distribuiu simpatia e conhecimentos sólidos sobre cordel e fábulas.


Por sua importante e fundamental atuação, ele foi entrevistado por Maurício Melo Júnior, apresentador do programa Leituras, da TV Senado. A entrevista focou em questões de mercado editorial para o cordel e nas recentes publicações do escritor.


Além dos compromissos da Mostra de Literatura, Marco Haurélio foi homenageado pela contadora de histórias Nyedja Gennari na contação de histórias oficial do Terraço Shopping. Seus contos foram dramatizados para uma plateia exigente e sincera: as crianças.

Marco Haurélio, Nyedja Gennari e Andrey do Amaral

Para as próximas edições da Mostra de Literatura, temos a certeza de que Marco Haurélio será novamente convidado para nossas atividades. Embora tenha sido convidado como profissional, esta foi uma excelente oportunidade para reencontrar um amigo verdadeiro.


Andrey do Amaral
Agenciamento literário e representação

quinta-feira, 28 de agosto de 2014

Mostra de Literatura II - Ceilândia, 28/08

No 2º dia da Mostra de Literatura no auditório do CEF 13 em Ceilândia, contamos com a participação dos escritores Alex Bonifácio, André Giusti e Carlos Bohm.


Ontem o evento foi mais volumoso, com muito mais público. Hoje, segundo a Direção da escola, cerca de 268 ouvintes estavam presentes na ocasião. O que importa, porém, é que quem estava por lá eram pessoas interessadas em aprender sobre o que a literatura pode mudar em nossa vida.

No detalhe, Carlos Bohm palestrando sobre o ato de escrever

Tal qual o dia anterior, fizemos sorteio e doação de livros para a biblioteca e o projeto Mala do Livro do CEF 13. Houve um momento de perguntas para os convidados, que ficaram impressionados com o nível cultural das pessoas e o comprometimento de todos. Ao final, autografamos nossos livros e os professores sugeriram que voltássemos à escola (é claro).

Agradeço imensamente todo o corpo docente do 13, os servidores de apoio, os alunos, a comunidade local e a Secretaria de Cultura do DF.


Andrey do Amaral
Agenciamento literário e representação

Mostra de Literatura I - Ceilândia, 27/08

Os escritores Aguinaldo Tadeu e Custódia Wolney (foto abaixo) foram recebidos pela comunidade do PSul, em Ceilândia-DF, para um bate-papo super descontraído em nosso projeto Mostra de Literatura. Falamos sobre cultura popular, causos do interior, folclore e outros assuntos.



O equipamento cultural cedido ao projeto Mostra de Literatura foi o auditório da escola CEF 13, que lotou com a presença de alunos, professores e a comunidade local. Estávamos esperando cerca de 40 participantes. Porém, segundo a Direção da escola, surpreendentemente, mais de 300 pessoas participaram das palestras dos escritores e do agente literário Andrey do Amaral, idealizador e curador da Mostra.

No detalhe, o auditório lotado e havia mais gente do lado de fora

Gentilmente, os escritores doaram 10 exemplares de cada um de seus títulos para a biblioteca da escola e para o projeto Mala do Livro do CEF 13. Houve também sorteio de livros com sessão de autógrafos.

O curador Andrey do Amaral e os escritores convidados

Quando as atividades estavam por acabar, a comunidade nos solicitou mais eventos como aquela Mostra para formação de novos leitores e desenvolvimento do hábito da leitura. Destacamos a presença de uma senhora da comunidade, a Da Paz, que é uma mestre da oralidade e contadora de história, e de um jovem estudante, o menino Caio, aspirante a escritor. Ambos aproveitaram cada palavra dos escritores para solidificarem seus sonhos e desejos nesse universo fascinante que é a literatura. Os dois foram presenteados com um kit de livros.

Esse é o nosso propósito: mudar positivamente a realidade das pessoas por meio dos livros, da leitura e da literatura.


Andrey do Amaral
Agenciamento literário e representação


quarta-feira, 27 de agosto de 2014

Bienal do Livro de São Paulo - 2014

Entre os dias 23 a 26 de agosto de 2014, estive na Bienal do Livro de São Paulo. Fui convidado oficialmente para estar lá como servidor do Ministério da Cultura em palestras de diversos temas. Nas horas de folga, visitei alguns stands para reencontrar escritores, livreiros e editores. 

Sem evento oficial, já no primeiro dia, saí do aeroporto diretamente para a Bienal. Fui aos stands das editoras Planeta, LeYa, Peirópolis, DSOP e Elefante Letrado.

Pedro Monteiro, Beto Brito, Marco Haurélio e Andrey do Amaral

No segundo dia, às 10h, participei da palestra A Escola do Futuro: gestão do conhecimento, promovido pela Escola do Livro da Câmara Brasileira do Livro. Às 14h às 15h, estive no evento Ensino Digital – aula 365, também promovido pela Escola do Livro. Os debates giravam em torno dos direitos autorais.

No dia 25 à tarde, houve o Seminário para Bibliotecários e Profissionais da Informação que reuniu especialistas internacionais e nacionais da áreas, os quais buscaram debater o futuro das bibliotecas no mundo digital e o gerenciamento de direitos autorais, mesclando o universo físico e digital e o futuro do livro. À noite em uma programação extraoficial, fomos para o Memorial da América Latina, onde os escritores João Gomes de Sá e Marco Haurélio explanaram sobre Folclore e Cordel, dando um show de cultura e conhecimento do assunto.

Foto tirada no Memorial da América Latina - SP

Entre outros, estiveram lá no Memorial personalidades do mercado editorial. Na foto seguem Marco Haurélio (escritor), Cleusa Santo (professora), João Gomes de Sá (escritor), Jô Oliveira (ilustrador), Andrey do Amaral (agente literário), Edinilson Xavier (editor) e Pedro Monteiro (escritor).

Por fim, em meu derradeiro dia na Bienal, estive, como ouvinte, no debate Biografias e Biografados às 15h na Arena Cultural com o escritor Paulo César Araújo e o Deputado Newton Lima. Na ocasião, ambos falaram sobre a Lei de Direitos autorais, os herdeiros legais e a dificuldade de obter autorização para escrever biografias.

Sempre é bom aprender mais sobre a aplicação do direito autoral, conhecimento que eu aplico em minhas funções como agente público. Em 2015, estaremos na Bienal do Livro do Rio de Janeiro. Até lá. 

Andrey do Amaral
Agenciamento literário e representação



sexta-feira, 22 de agosto de 2014

Iluminuras entrevista Carlos Bohm (19/08/14)

Carlos Bohm, participante da Mostra de Literatura e de outros projetos, foi entrevistado pelo Iluminuras, da TV Justiça. O apresentador do programa chama Carlos de "promissor escritor", opinião da qual partilhamos. Para quem perdeu o programa abaixo segue o vídeo publicado no You Tube. O escritor escreveu Testa de Ferro e A Rocha (2ª edição), ambos publicados pela editora Ibrasa.



 
Andrey do Amaral
Agenciamento literário e representação

quarta-feira, 13 de agosto de 2014

Alex Bonifácio, nosso agenciado, no Iluminuras

Nosso escritor agenciado Alex Bonifácio, autor do livro Pense Grande - Atitudes e valores de pessoas de alto desempenho (Belas-Letras, 224 páginas) foi destaque no programa Iluminuras, da TV Justiça - TV pública de alcance nacional. Alex abordou diversos pontos de seu livro, citando alguns exemplos conhecidos e desconhecidos de pessoas com altas habilidades e competências. Além disso, falou do desdobramento de sua obra a ser adaptada para audiolivro. O livro também está disponível em e-book em todas as livrarias on line. 



Alex participa como convidado do Mostra de Literatura. Pelas escolas por onde já passou, a convite de nosso projeto, suas teorias e conceitos do que é felicidade e sucesso já transformaram a vida de muitos alunos de escolas públicas.

Fique atento em nosso blog ou na Fan Page do Mostra para ficar por dentro das nossas ações culturais. E lembre-se, nós fazemos muito mais que agenciamento literário.

Fonte: Iluminuras, TV Justiça.
You Tube: Programa Iluminuras.

Andrey do Amaral
Agenciamento literário e representação

domingo, 10 de agosto de 2014

Mostra de literatura na Estrutural-DF

No Dia dos Pais (domingo, 10/08), o projeto Mostra de Literatura esteve na Associação São Francisco (ASFA, Quadra 12, Conj. D, lote 45) da Cidade Estrutural, uma das cidades de maior vulnerabilidade social do DF. Escolhemos a data, pois a maioria das mais de 300 crianças atendidas não tem a figura do pai em casa. Um de nossos objetivos foi levar carinho, afeto e cultura.

O agente literário Andrey do Amaral é o coordenador-geral do projeto

Durante toda a manhã de hoje e à tarde, houve contação de histórias, oficina de pintura e de literatura, almoço, lanche e doação de livros infantis da coleção Andrey do Amaral. Tudo isso grátis. O único pagamento era apenas um sorriso e um abraço de cada criança. O evento em nossa pré-Mostra foi um sucesso mais uma vez. 

Andrey do Amaral e Rafael Alvarenga ao fundo e duas crianças da oficina de desenho

A triste realidade de várias crianças (muitas sem acesso a escolas, alimentação e cultura) é um motivo para continuarmos, de grão em grão, tentando mudar a realidade de crianças, adolescentes e jovens adultos.

Para melhor execução da Mostra de Literatura, decidirmos não nos associar a qualquer partido político, filosofia, instituição religiosa ou organizações que atrapalhariam nosso pensamento de acesso a cultura sempre, nossa independência e autonomia. Ainda assim, queremos agradecer ao Fundo da Arte e da Cultura, da Secretaria de Estado de Cultura do Governo do Distrito Federal, pelo patrocínio de nossas ações culturais. Obrigado a todos, em especial Edson Duarte, Francisco Seabra e Kátia Xavier de Azevedo. Saiba mais em www.mostradeliteratura.com.br.

Andrey do Amaral
Agenciamento literário e representação

terça-feira, 5 de agosto de 2014

Prêmio de Jornalismo Literário é nosso

Saiu o resultado dos Prêmios Literário Cidade de Manaus no Diário Oficial deste município em 05/08/2014, na edição 3464, página 26. Andréa Ascenção, nossa escritora agenciada, venceu na categoria Jornalismo Literário, prêmio Clovis Barbosa, como o texto O Homem da Segunda Chance. Além deste, Andréa é também autora do best seller Nós Vamos Invadir Sua Praia, (Belas-Letras, 2011) biografia da banda Ultraje a Rigor.


Queremos parabenizar Andréa Ascenção pelo prêmio e dedicação ao seu trabalho de jornalismo. Ela é autora dedicada e se empenha em pesquisa quando vai escrever algum tema. Parabéns, Andréa!

Nosso trabalho de agenciamento literário ultrapassa os serviços de leitura crítica e coaching. Atualmente, há muitos aventureiros se autoentitulando "agentes literários". Para saber se você tem um bom agente literário, basta pedir uma lista de livros publicados por ele em editoras comerciais. Se o tal "agente" lhe oferecer apenas uma lista de editoras que cobram para publicar ou se ele oferecer só uma orientação (o que eles chamam de coaching), só uma dica minha: fuja dele.

Andrey do Amaral
Agenciamento literário e representação

sábado, 2 de agosto de 2014

Dia do Cordelista - 02 de agosto

Comemora-se hoje, 02 de agosto, o dia do cordelista. A literatura de cordel por longos anos esteve à margem do mercado editorial. Tanto editoras quanto agentes literários deixaram esse gênero de lado até bem pouco tempo atrás. É claro que não podemos deixar de registrar o pioneirismo da Editora Nova Alexandria na publicação de grandes cordelistas. Hoje, o mercado já está mais aberto aos versos do cordel.



Em comemoração a este dia, a Nova Alexandria fará um grande evento (vide informações no banner acima), reunindo nomes importantes do meio editorial e autores de cordel. Na ocasião, destacamos o lançamento do livro A Nova Roupa do Rei, do professor, pesquisador de cultura popular e também cordelista Marco Haurélio.

Parabéns a todos os cordelistas do Brasil. É o desejo do agente literário Andrey do Amaral.


Andrey do Amaral
Agenciamento literário e representação

sexta-feira, 1 de agosto de 2014

O Urubu-Rei e outros contos do Brasil


Os contos populares reproduzidos no livro O Urubu-Rei e outros contos do Brasil foram todos recolhidos da memória popular. Estão, por isso mesmo, mais próximos do inconsciente coletivo brasileiro, embora dialoguem com narrativas de outros povos, revelando, em muitos casos, uma origem comum. Histórias de animais, contos de fadas, lendas religiosas e contos de exemplo, muitos com raízes em tradições diversas e dispersas, dão uma ideia da riqueza da literatura oral do Brasil.

Já nas melhores livrarias. Preço sugerido: R$ 25,00

O livro tem uma boa pedida para aquisição de governos devido à temática valorizada e recolhida da oralidade. Para o leitor, é um presente, no sentido de que fazemos profundas incursões por histórias que habitam o nosso imaginário. Esta obra é essencial para qualquer biblioteca. Marco Haurélio, que também é cordelista e pesquisador da cultura popular, desenvolveu um texto primoroso e cheio de encantos. Eu, que além de agente literário e assino a coordenação editorial do livro, fico apaixonado a cada página. E o melhor: a gente lê, relê e, a cada página, descobre mais e mais de nossa diversidade cultural. O Urubu-Rei e outros contos do Brasil foi lançado no selo Volta & Meia, da editora Nova Alexandria.


Andrey do Amaral
Agenciamento literário e representação

PUBLICIDADE: Compre no Submarino clicando aqui