Andrey do Amaral: agente literário, autor, professor de literatura

Minha foto
Brasília, Distrito Federal, Brazil
Andrey do Amaral (1976), professor de literatura, licenciado em Letras com pós-graduação em Língua Portuguesa, Gestão Cultural, Educação a Distância, Acessibilidade Cultural e um MBA em Marketing. Com seu trabalho, recebeu — entre outros — prêmios da Fundação Biblioteca Nacional (2002), Ministério da Cultura (2008), Fundação Casa de Rui Barbosa (2010), Letras Nordestinas (2011). Além destes, a Vara de Infância e Juventude do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT) concedeu-lhe um prêmio por suas iniciativas de projetos socioculturais (2014). Seus livros autorais foram publicados pela editora Ciência Moderna. Dedica-se à pesquisa da vida/obra do poeta paraibano Augusto dos Anjos. Presta consultoria sobre projetos sociais e editoriais, desenvolvendo produtos nessas áreas. Trabalhou nas Diretorias de Direitos Intelectuais e de Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas, ambas do MinC. É parecerista de projetos culturais do Ministério da Cultura, das Secretarias de Cultura do Distrito Federal e do Estado do Mato Grosso do Sul e dos municípios de Uruaçu-GO, Campo Grande-MS e Lages-SC. É também agente literário de grandes autores nacionais.

O que fazemos?

Venda de livros. Agenciamento literário sustentável, pensando em acessibilidade e no fomento cultural. Consultoria e representação. Promoções, matérias, reportagens, indicações, nossos autores agenciados, licitações, prêmios literários, orientação, dicas sobre publicação e muito mais.

Clique no banner e compre na Livraria Cultura

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

#QuemFazCultura - Perfil Andrey do Amaral

Matéria sobre mim na intranet do Ministério da Cultura


Perfil
Andrey do Amaral
À serviço da cultura em projetos literários e sociais
Um apaixonado pela literatura e pela cultura. Este é Andrey do Amaral, 40 anos, servidor do MinC há sete. O agente administrativo trabalha na Secretaria da Economia da Cultura (SEC) e se dedica a projetos sociais e à carreira literária. Também já foi servidor do Secretaria de Educação do Distrito Federal e dono de livraria.
Andrey chegou ao MinC com a missão de trabalhar com políticas públicas para o setor. Na SEC, desenvolve atividades administrativas e participa do Mediotec, projeto do MinC em parceria com o Ministério da Educação, na promoção de cursos técnicos em temas como Design de Joias, Processos Gráficos, Fotográficos, Produção de Moda, Modelagem de Vestuário e Documentação Musical.
Oficinas de modelagem
Fora do ambiente profissional, Andrey participa de projetos sociais, voltados a comunidades em situação de risco. “Já que trabalhei como professor do ensino público em regiões carentes, pensei em ações para mudar a vida das pessoas que vivem nesses lugares”, conta. Ele atua em uma série de programas, em parceria com escolas e associações comunitárias, com palestras, debates, oficinas de escrita criativa e workshops de literatura.
Um dos instrumentos usados por Andrey do Amaral para difundir o hábito da leitura são as Oficinas de Modelagem, em que um artesão ensina técnicas misturadas ao enfoque literário. “Enquanto lemos um livro, como Dom Casmurro, de Machado de Assis, os alunos aplicam os conhecimentos da modelagem para criarem personagens da história. Assim, pegam o gosto pela leitura, aprendem um ofício e exercem cidadania”, destaca.
Agente literário
Andrey também escreve. Publicou cinco livros, entre eles Mercado Editorial, que vendeu mais de 10 mil cópias, e O Máximo e as Máximas de Machado de Assis, ambos lançados pela Editora Ciência Moderna. Ele também atuou como agente literário, aquele profissional que oferece a obra de escritores às editoras. Entre os autores com os quais trabalhou estão o poeta Affonso Romano de Sant’Anna, Moacir C. Lopes (escritor de A Ostra e o Vento), Rafael Vidal (ilustrador da Disney), Roger Rocha Moreira, vocalista e guitarrista do Ultraje a Rigor, em um livro sobre a banda paulista, e Carlos Maltz, ex-baterista dos Engenheiros do Hawaii.
Marcelo Araújo/Ascom

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

Relatório parcial II - Legado do Homem e da Cidade

·         Fase 1: Continuação das  entrevistas e coleta de mais informação sobre o biografado
o   Andrey, Fernanda e Sara: entrevistar pessoas chaves e registrar texto de momentos importantes na vida do Apparecido
o   Fernanda: intermediar contato com os entrevistados, marcando entrevistas pessoalmente, por telefone e/ou email. Ler o texto do que foi já produzido.
o   Sara: coletar dados da cidade do Gama. Ler o texto do que foi já produzido.
o   Karla: consolidar as informações com auxílio do coordenador e continuar a pesquisa.
·         Essa fase repetir-se-á ao longo do projeto
Cronologia de vida de nosso biografado periférico 

Observação: toda equipe lerá as 32 laudas iniciais da pesquisa para melhor entendimento do biografado e das informações coletadas no processo de pesquisa.


____________________________
Andrey do Amaral dos Santos
Coordenador-Geral de Cultura e Comunicação do projeto Legado do Homem e da Cidade
Edital 08/2016 - FAPDF

PUBLICIDADE: Compre no Submarino clicando aqui